Artrite e Artrose em Idosos

Devido aos sintomas parecidos, muitos confundem artrite e artrose. São doenças distintas, com causas e tratamentos diferentes, cujo diagnóstico é feito com cautela, para que não sejam tratadas como uma patologia única.

O que é artrite?

Artrite é quando há inflamação nas articulações, região onde há conexão de dois ou mais ossos, como joelhos, cotovelos, punhos, tornozelos e ombros. Os principais sintomas da artrite são dor, vermelhidão, inchaço e dificuldade de locomoção.

Bastante comum entre idosos, produz dor e perda de movimentos, pois afeta as articulações de qualquer parte do corpo. Existem mais de cem tipos diferentes de artrite. Os tipos mais comuns nas pessoas idosas são artrite óssea e artrite reumatóide  ou reumática. É comum esse paciente necessitar de cirurgia ortopédica ou supervisão total, causando a maior parte das internações em clínicas de dor crônica e reabilitação.

A artrite óssea ocorre quando a cartilagem começa a se desgastar. Os sintomas são inchaço, acompanhado de dor moderada ou severa. Hereditariedade, excesso de peso ou lesões podem ser a causa da artrite óssea, que acomete as articulações dos joelhos, quadris ou mãos. Não há cura, apenas tratamentos que controlam a evolução, como medicamentos, repouso e exercício supervisionado.

A artrite reumatóide é uma doença muito agressiva e devastadora. Surge quando o sistema imunológico ataca as células das articulações, causando inflamação que destrói a cartilagem e danifica os ossos que estão próximos. O resultado são dores terríveis e deformações nas mãos, punhos, joelhos, tornozelos e pés. Surge entre 35 e 55 anos e para cada homem doente, há três mulheres na mesma situação. No início da doença, o paciente é acometido de fadiga, dores musculares, inchaço e rigidez leve em algumas articulações.

artrite-e-artrose-idosos-bem-me-care-blog

O que é artrose?

A artrose é a mais comum das doenças reumáticas. Ocorre por degeneração das cartilagens das articulações, devido ao desgaste entre os ossos ao longo dos anos, causando incapacitação da articulação afetada e tornando qualquer movimento algo muito doloroso. É uma doença que incide nas articulações dos joelhos, coluna, quadril, mãos e dedos. Além da idade, outros fatores contribuem para o aparecimento das artroses como genética, obesidade, diabetes, hipotireoidismo, entre outras. Acomete tanto homens como mulheres e aumenta sua incidência em idosos.

No início a artrose pode não apresentar sintomas, sendo vista somente através de radiografias. A dor é o principal sintoma, que no início ocorre apenas com a movimentação da articulação afetada e melhora com o repouso, mas que progride para uma dor profunda até mesmo em repouso. Muitas vezes a dor é acompanhada de uma rigidez ao levantar-se pela manhã ou após longo período sentado. Pode ocorrer também diminuição dos movimentos, inchaço na articulação, deformidades e falta de firmeza ao realizar movimentos.

O tratamento da artrose inclui várias medidas que melhoram a qualidade de vida, como exercícios físicos, repouso, controle do peso e medicamentos para controle da dor, mas a tendência é que o quadro piore. Dessa forma, evidencia-se a necessidade de serviços de saúde que tenham infraestrutura para manter ou melhorar a capacidade funcional, como asilos, casa de repouso ou lar de idosos, visando sua independência e participação social.

cristina_aguiar

Cristina Aguiar

Cristina Aguiar é publicitária, geminiana e chocólatra. Graduada pela Faculdade Integrada Cantareira, atua como designer gráfica na Gráfica Riomar. Escreve em blogs e sites. Interessa-se por artes e pelo SER humano.