Bem Estar na Terceira Idade

Com o aumento progressivo da expectativa de vida do brasileiro a cada ano, surge a preocupação das pessoas em envelhecerem bem. O maior segredo desse bem estar na terceira idade está na forma de encarar a velhice. 

Cuidados iniciados na juventude, como alimentação equilibrada e saudável é um fator importante para entrar na casa dos 60 anos com mais vigor, energia e saúde. Para quem já passou dos 60, é preciso inserir no cardápio alimentos ricos em ômega 3, como linhaça, azeite de oliva, peixes, frutas e fibras, pois ajudam na saúde e bem estar dos idosos, controlando a gordura no organismo. Na alimentação de idosos é preciso ter cuidado com o leite, que deve ser sem gordura e com as carnes, que devem ser magras. No combate à osteoporose, alimentos ricos em cálcio, como laticínios, ovos, feijão branco, espinafre e sardinha são fundamentais.

Para prevenção do diabetes em idosos e outras doenças como obesidade, hipertensão, osteoporose e artrose, é importante a moderação no consumo de bebidas alcoólicas e cigarro. O álcool etílico diminui a quantidade de vitamina A no organismo, agravando o aparecimento de rugas e linhas de expressão. Já o cigarro reduz o fluxo sanguíneo afetando a oxigenação dos tecidos da pele. Os dois provocam danos nas células saudáveis do corpo, elevando as chances de problemas neurológicos como o Mal de Parkinson.

Aumentar a ingestão de água. Nutriente mais abundante no corpo humano, a água é fundamental no organismo, para mais qualidade de vida na terceira idade. Atuando no transporte de nutrientes para as células, equilíbrio da temperatura corporal, auxílio da digestão, absorção e secreção, proteção de infecções e eliminação de toxinas através da urina. O ideal é a ingestão de 2 litros de água por dia.

Dormir bem é outro fator de grande importância para o bem estar do idoso. Dormir pouco acelera o envelhecimento e o declínio cognitivo do cérebro, afetando o raciocínio. A privação de sono atrapalha a concentração e prejudica o bom funcionamento do metabolismo, gerando aumento do peso corporal. O ideal é descansar oito horas por noite.

Além da dieta dos idosos, outra coisa que não pode ficar de lado são os exames de rotina, como glicemia, hemograma, triglicerídeos, colesterol total e urina, que ajudam a identificar se está tudo em ordem com a saúde do idoso. Os exames diminuirão as chances de infarto ou acidente vascular cerebral (AVC), tumores e outras doenças crônicas.

Outro cuidado essencial para a qualidade de vida e bem estar do idoso está na prática de exercícios moderados e com acompanhamento médico. Além de prevenir e proteger o organismo de doenças físicas e da depressão, atividades físicas na terceira idade estimulam a autonomia e a coordenação motora, diminuindo o estresse e a ansiedade, colaborando no condicionamento físico. Atividades em grupo facilitam a integração social do idoso e atividades leves como 15 minutos de caminhada por dia, diminuem risco de mortalidade de idosos.

Cuidar da mente também é importante. Incentivar atividades de recreação para idosos como palavras cruzadas, leitura, musicoterapia e arterapia auxilia em novos aprendizados, promovendo relaxamento, estimulando o raciocínio e prevenindo a perda de memória. 

É importante haver equilíbrio entre os potenciais e as limitações, inevitáveis no processo de envelhecimento. As doenças crônicas são comuns na terceira idade, mas a qualidade de vida do idoso pode ser mantida com criatividade e lazer, sem dispensa nos cuidados com a saúde.

O maior desafio é construir um mundo melhor para o envelhecimento, valorizando o idoso em toda a sua potência de vida e convivendo com sua vulnerabilidade. O maior propósito da velhice é a consciência, ter um olhar atento para o entardecer da vida. Precisamos preparar um mundo mais acolhedor, respeitoso e humano para os velhos do futuro próximo, que seremos nós. É possível envelhecer com qualidade de vida, mas precisamos nos esforçar para que isso aconteça. 

Para que se obtenha qualidade de vida na terceira idade, os fatores principais são bem-estar físico e psicológico, nível de independência, relações sociais, ambiente de trabalho e lazer, religiosidade ou espiritualidade, entre outros. Envelhecer com qualidade é estar satisfeito com a vida atual e ter expectativas positivas com relação ao futuro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *