Incontinência Urinária no Idoso

A incontinência urinária em idosos caracteriza-se por perda involuntária total ou parcial de urina, dividindo-se em dois tipos principais, a incontinência urinária de esforço e a incontinência urinária de urgência. Esses dois tipos podem aparecer ao mesmo tempo e, por uma questão anatômica, atingem principalmente mulheres e idosos. Apesar de ser considerada uma síndrome comum, dependendo da situação clínica do paciente pode ter tratamento e, com algumas medidas, é possível que a pessoa volte a ter uma vida normal e sem restrições. 

Incontinência urinária de esforço

Nesse caso, a realização de qualquer tipo de esforço físico, como um espirro ou o ato de levantar da cadeira, pode gerar o escape de urina. Esse tipo é muito mais comum em mulheres do que em homens, podendo surgir a partir de uma gestação ou parto normal. 

Incontinência urinária de urgência

Esse tipo atinge mais aos homens, ocorre quando a pessoa não tem controle e não consegue se conter diante de uma súbita vontade de urinar. Essa atividade aumentada da bexiga nem sempre promove perda de urina, mas é preciso encontrar um banheiro o quanto antes.

Causas da Incontinência Urinária

Mulheres e idosos são os mais atingidos pela incontinência urinária devido a fatores físicos, a anatomia pélvica da mulher é muito mais frágil do que a do homem. A uretra da mulher é menor e sua pelve é mais frágil. Durante o processo de envelhecimento, essas diferenças são acentuadas.

A região pélvica é composta por grupos de músculos e ligamentos que se localizam entre os ossos púbis e cóccix. Uma das principais funções desta estrutura é controlar a continência urinária e fecal. Com o passar dos anos, esses músculos são enfraquecidos, podendo acarretar a perda de urina frequente.

Algumas doenças do sistema nervoso, como Alzheimer, Parkinson e Esclerose Múltipla podem causar a Síndrome da Incontinência Urinária. Nesses casos a incontinência aparece porque a pessoa já não reconhece os sinais de que precisa urinar ou defecar.

Tratamento da Incontinência Urinária

tratamento da incontinência urinária de esforço nos casos em que há pequena perda de urina é feito primeiramente com o uso de medidas comportamentais, como horários determinados para ir ao banheiro, dieta para regular o funcionamento do intestino e exercícios monitorados para a musculatura da pelve. Já nos casos mais graves, é recomendado uma intervenção cirúrgica.

O tratamento da incontinência urinária de urgência é feito com medicação (anticolinérgicos) e restrição de alimentos que causam irritação na vesícula, como cafeína, refrigerantes e condimentos. Exercícios da musculatura pélvica também são muito eficazes e ajudam na estabilidade da bexiga.

Muitas pessoas acreditam que a incontinência urinária é algo próprio da terceira idade e que não há como evitar esse incômodo, mas isso deve ser encarado como algo normal. Acompanhamento médico especializado feito por urologista e geriatra, somado ao tratamento adequado possibilita a reconquista da qualidade de vida e diminuição das privações causadas pelo problema.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *