Reabilitação Física do Idoso

A Reabilitação Física para Idosos é indicada em casos de traumas provocados por acidentes, internação prolongada e sequelas de AVC, entre outros. A reabilitação física é o processo destinado a restaurar as funções do paciente prejudicadas por acidentes ou doenças, proporcionando o retorno às suas atividades e ambiente familiar. É de grande importância e auxilia idosos que sofreram AVC a se recuperar de sequelas e proporciona maior autonomia e equilíbrio às pessoas com dificuldades de mobilidade. A Reabilitação Física reduz os riscos de quedas e acidentes, aumentando a autoconfiança e melhorando a qualidade de vida do idoso. A Reabilitação Física do Idoso pode ser iniciada durante a internação ou tratamento, após a estabilização de sua condição de saúde. Uma avaliação é feita por um profissional especialista na área, que em conjunto com a equipe médica, determina diagnóstico e  objetivos de recuperação do idoso. Nesse processo de reabilitação, é muito importante contar com a participação de uma equipe formada por fonoaudiólogo, psicólogo, fisioterapeuta, nutricionista, terapeuta ocupacional e enfermeiro de reabilitação, entre outros profissionais.

O tratamento deve ser iniciado durante a internação. E em seguida, após a alta, deve ser escolhida uma dessas duas maneiras: na casa de moradia do paciente ou em um centro de reabilitação.

Quando feita durante a internação hospitalar, o ideal é ensinar os idosos a fazerem exercícios de aquecimento antes das atividades físicas. Nesse processo de reabilitação física do idoso, em alguns casos, é necessária a utilização de equipamentos médicos e de recursos como hidroterapia, tecnologias para treino de equilíbrio e de caminhadas, além de bicicletas ergométricas adaptadas e esteiras. O mais importante é oferecer um conjunto de cuidados personalizados e adequados à necessidade de cada idoso. 

A adaptação ao treinamento físico nos idosos é mais bem realizada com exercícios de menor intensidade, com maior freqüência e com duração mais prolongada. A recomendação aos pacientes que sofrem de problemas cardiovasculares é iniciar sempre com treinamento de baixa intensidade, com aumentos leves e graduais na duração, evitando o desconforto e prevenindo outras lesões. Uma caminhada diária pode ser o exercício ideal para os idosos, pois não exige habilidades, instalações ou equipamentos e mesmo em uma velocidade baixa, estimula um condicionamento bom o suficiente. 

Os benefícios da atividade física nos idosos são inúmeros e diminuem a ocorrência de quedas, muito freqüente nessa faixa etária. A osteoporose, problema comum no envelhecimento, apresenta melhora, pois a atividade diminui a perda mineral dos ossos.

Os objetivos da reabilitação dos idosos são preservar a função física e a mobilidade, que auxiliam para uma vida mais independente, além de manter as funções mentais e diminuindo os riscos de ansiedade e depressão.

A atividade física regular surge como um meio de promoção de saúde e qualidade de vida do idoso. Observa-se que a implementação de programas de Reabilitação Física para Idosos só é possível quando são averiguadas as características e necessidades de cada paciente. 

A reabilitação dos idosos visa otimizar a capacidade funcional, entretanto deve-se enfatizar a reabilitação preventiva, ou seja a intervenção precoce, que visa à promoção do envelhecimento saudável e a manutenção ou à recuperação máxima da capacidade funcional.

Definindo-se o quadro clínico, o diagnóstico funcional e o tipo de reabilitação física para o idoso, deve-se individualizar cada tratamento e incluir o cuidador, explicando qual a finalidade da reabilitação para o idoso, diante do seu quadro de envelhecimento, doenças e possibilidades de recuperação, personalizando o tratamento. O objetivo da equipe de saúde é promover uma maior autonomia do idoso.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *